Após oito anos de reforma, Biblioteca Pública do RS reabre ao público na próxima terça

dcp_3881

Por Vitória Famer

A Secretaria Estadual da Cultura confirmou que será na próxima terça-feira (15), às 9h, a reabertura da Biblioteca Pública do Estado. Após oito anos de reforma e restauro, a Biblioteca volta a funcionar no prédio histórico da rua Riachuelo, no centro de Porto Alegre. O acervo, com cerca de 240 mil volumes, foi transferido para a Casa de Cultura Mário Quintana ao longo desses anos para que o serviço ao público fosse mantido.

Leia mais sobre o assunto em Rádio Guiaba

Anúncios

Vaga Bibliotecário – Porto Alegre/RS

Vaga para a Empresa ATP(Porto Alegre) – Tecnologia e Produtos S/A para um bibliotecário .
Será feito um contrato de Prestação de Serviço e solicitamos um profissional por hora trabalhada.
Carga Horária: A combinar
Salário: A combinar
Não há a necessidade de viagem
E-mail para o envio de CV: ivy@atp.com.br

Fonte: CRB-10

Projeto transformará táxis em bibliotecas móveis em Porto Alegre

bibliotaxi_logoA prefeitura de Porto Alegre lançou, nesta quinta-feira (24), o projeto Bibliotáxi, que prevê a instalação de pequenas bibliotecas nos táxis da cidade. A ideia é disponibilizar livros para o passageiro levar para casa e depois devolvê-lo em outro veículo.

O projeto é fruto de uma parceria do Banco de Livros da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais e uma empresa de aplicativo de táxi. De acordo com a prefeitura de Porto Alegre, três mil veículos devem ser transformados em minibibliotecas. Atualmente a frota da capital gaúcha conta com 3.922 carros.

Em um comunicado sobre o projeto divulgado pelo Executivo municipal, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, ressaltou que o Rio Grande do Sul concentra um bom número de leitores.

“Somos o estado que mais lê no Brasil. Temos que manter essa posição e ampliar o número de pessoas com o hábito da leitura”, afirmou.

Como funciona
Os livros são colocados em bolsões instalados no encosto do banco dianteiro do passageiro dos veículos. O passageiros escolhe um exemplar, leva para casa e depois devolve em outro táxi que faça parte do projeto. A expectativa é de que 20 mil livros sejam disponibilizados.

Os bolsões serão instalados nos táxis que trabalham com o aplicativo que faz parte da parceria do projeto.

A duração prevista para o projeto é de um ano.

Fonte: G1 Rio Grande do Sul